slideline
  • slide01
  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

  • slide01

    Promovendo o desenvolvimento e fortalecendo o mercado de resseguro no Brasil

Notícias

  • Total de resseguradoras atuando no Brasil é menor do que se imagina

    2019-04-02

     
    A Terra Brasis divulgou nova edição do Ranking Brasileiro de Resseguros. 
     
    Graças aos dados recentemente disponibilizados pela Susep a respeito de resseguradoras admitidas e eventuais, aliados às informações já existentes sobre as resseguradoras locais, foi possível traçar pela primeira vez um ranking completo dos participantes do mercado brasileiro de resseguros.
     
    Baseado no volume de resseguro cedido pelas seguradoras brasileiras, bruto de comissão, montamos este ranking individualmente para as principais linhas de negócio do nosso mercado e também para o total do resseguro cedido.
     
    A primeira inferência que obtivemos na análise é que o número de resseguradoras envolvidas no mercado brasileiro é muito menor do que comumente se imagina. Apesar de existirem mais de 100 entidades autorizadas a operar em resseguro no Brasil, várias destas entidades pertencem ao mesmo grupo econômico. Os quatro maiores grupos possuem, no seu conjunto, pouco acima de 50% da participação no mercado de resseguros; os 10 maiores grupos possuem cerca de 75% e os 21 maiores grupos possuem cerca de 95%. Este nível de concentração não é muito diferente do que se encontra em outras indústrias. 
     
    Nota-se, entretanto, que a concentração vem se diluindo ao longo dos anos. Se considerarmos uma menor concentração correlacionada com uma maior competição, isto é um sinal positivo para o desenvolvimento do mercado brasileiro de resseguro.
     
    Por fim, analisamos também os países de origem dos resseguradores que operam no país. O Brasil aparece em primeiro lugar neste ranking, com 43,4% de participação. Os Estados Unidos e a Alemanha são os principais parceiros internacionais, respectivamente com 14,6% e 14,1% de participação de mercado.
     
    A Suíça é o quarto maior parceiro com cerca de 9,2%, seguido da França com 6,3%. Em sexto e sétimo lugar aparecem Inglaterra e Espanha, com 4,6% cada.
     
    Interessante notar que a participação de 43,4% do Brasil pode ser ainda decomposta em 35,4% referente ao IRB, que segue sendo líder isolado do mercado brasileiro, e 8,0% referentes aos demais grupos econômicos com sede no Brasil.
     
    Desta maneira, o combinado de grupos econômicos com sede no Brasil, mesmo excluindo-se o IRB, apareceria em quinto lugar na lista, à frente da França, Inglaterra, Espanha e Bermuda. Tal fato impressiona positivamente principalmente por se tratar de um grupo jovem, com menos de 10 anos de existência.
     
    Acreditamos que esta análise é valiosa para melhor entendermos a dinâmica do nosso mercado de seguros e resseguros. Esperamos que a maior transparência trazida por estas novas informações, divulgadas graças ao esforço da Susep à quem somos muito gratos, auxilie o relacionamento entre seguradoras, resseguradoras e corretores, os reguladores e policy makers em suas decisões, e mais que tudo, beneficie os consumidores finais.

    Voltar

Av. Rio Branco, 57 salas 804 e 805 - Centro
CEP. 20090-004 - Rio de Janeiro / RJ

Tel. (21) 2223-0133
E-mail: contato@fenaber.org.br